RITO DE ORDENAÇÃO PRESBITERAL

|




Narrador: Saudação e Oração Inicial


Hino 107 – H.C.

Prefação

Narrador: As Sagradas Escrituras e os antigos escritores cristãos expressam com clareza que, desde os tempos do Novo Testamento, têm existido diversos MINISTÉRIOS na Igreja. A Igreja Cristã tem sido caracterizada por apresentar três ordens distintas de ministros ordenados: a Ordem do Episcopado, a Ordem do Presbiterado e a Ordem do Diaconato.
Aos Presbíteros cabe a função de ministrar os Santos Sacramentos e liderar as congregações locais em seu crescimento espiritual e na realização da Missão.
As pessoas escolhidas e reconhecidas pela Igreja como chamadas por Deus ao Ministério Ordenado são admitidas a estas Sagradas Ordens por meio da oração e da imposição de mãos.
Tem sido e são intenção e propósito desta Igreja manter e continuar essas ordens. A nenhuma pessoa é permitido o exercício das funções de Bispo, Presbítero (Pastor/Padre) e Diácono nesta Igreja a menos que assim tenha sido ordenado com a imposição das mãos.
É também reconhecido e afirmado que estes MINISTÉRIOS não são propriedades exclusivas deste ramo protestante da Igreja de Cristo, mas Dom de Deus para o crescimento do Seu povo e a proclamação do Seu Evangelho por todos os lugares. Conseqüentemente, o modo de ordenar nesta Igreja há de ser, como tem sido reconhecido por todo o povo cristão como adequado para conferir a Sagrada Ordem do Presbiterado.

Processional: Entrada dos Ministros que irão compor o altar durante a Ordenação durante a execução do Hino 108 – H.C.

Narrador: Todos de pé

Narrador: Todos de pé - O Bispo ORDENANTE fará uma oração:

Narrador: Cânticos 432 H.C. e 339 H.C. (caso seja conveniente cantar dois hinos)

Narrador: Liturgia da Palavra


Narrador: Leitura do Antigo Testamento - Isaías 6:1-8 (Indica-se um Ministro para fazê-la)

Narrador: Leitura do Salmo - Salmo 43 (Indica-se um Ministro para fazê-la)

Narrador: Leitura do Novo Testamento - Efésios 4:7-13 (Indica-se um Ministro para fazê-la)

Narrador: Hino 322 H.C

Narrador: Exame Canônico do Candidato. O povo permanecerá sentado e o Bispo se dirige ao Ordinando


Ordenante: Elcemir Durans Mendonça está persuadido de vos achardes interiormente movido pelo Espírito Santo para tomar sobre vós este Oficio e Ministério com o fim de servir a Deus, de promover sua vontade e para edificação de seu povo?    

Ordinando: Sim, com a graça de Deus!

Ordenante: Julgais que sois verdadeiramente chamado, segundo a vontade do nosso Senhor Jesus Cristo e á reta constituição do Seu Reino?

Ordinando: Sim, assim o julgo!

Ordenante: Credes, sem dúvidas, em todas as Escrituras do Antigo e Novo testamento?

Ordinando: Sim, creio!

Ordenante: E a elas lareis diligentemente ao povo congregando na igreja em que se encarregareis o desempenho do vosso ministério?

Ordinando: Esta é a minha vontade!

Ordenante: Compete ao Oficio de um Presbítero ler e pregar o Evangelho de Cristo como a ocasião permitir, buscar pelos enfermos, os pobres e os espiritualmente desprovidos, e ministrar ás suas necessidades. Farás isto alegre e voluntariamente?

Ordinando: Assim o farei, com a ajuda de Deus!

Ordenante: Aplicar-vos-ei com todo esmero a conformar as vossas vidas e a de vossa família com a doutrina de Cristo, para que tanto vós como vossa família, enquanto lhe seja possível. Darás ao rebanho de Cristo os mais saudáveis exemplos?

Ordinando: Esforçar-me-ei por isso, com a ajuda de Deus!

Ordenante: Que o senhor, pela sua Graça, lhe sustente no serviço que ele lhe confia.

Ordinando: Amém

Narração: O ordinando ficará deitado, simbolizando a humildade. E uma Levita entoará um louvor por está ocasião.

Levita: Louvor.

Narração: Em espírito de oração, todos ficarão de pé, exceto o ordinando que ficará de joelhos diante do seu Bispo, simbolizando a submissão ao mesmo. O ordenante fará uma oração como velador da alma do ordinando, confirmando assim o que esta escrito no livro de Hebreus capitulo 13 verso 17.

Ordenante: Oração.

Narração: O ordenante imporá suas mãos sobre a cabeça do ordinando, simbolizando a ordenação apostólica.

Ordenante: Imposição de Mãos.

Narração: Nesse momento, será posta a bíblia sagrada por dois diaconos sobre a cabeça do ordinando, simbolizando o compromisso com o evangelho de Cristo. O ordenante fará uma oração para fixação do compromisso.

Diáconos: Imposição da Bíblia.

Ordenante: Oração.

Narração: Humildemente, por gentileza, todos tomem o seu acento, exceto o ordinando que permanecerá de joelhos. Agora o ordenante derramará o azeite da unção sobre a cabeça do ordinando, simbolizando a decida do Espírito Santo.

Ordenante: Óleo da Unção.

Narração: Para finalizar, o ordenante entrega a estola, faixa que faz parte das vestes litúrgicas e representa a toalha usada para o serviço, com a qual Cristo enxugou os pés de seus discípulos. A estola vermelha é usada em Ordenações. A cor representa o sangue dos mártires cristãos e o fogo do Espírito Santo. E a Bíblia sagrada como símbolo de autoridade para exercer o Ofício Presbiteral na igreja de Deus; em nome do pai do filho e do Espírito Santo.

Ordenante: Entrega a Estola e a Bíblia Sagrada.

Narração: Todos podem parabenizar o Presbítero Elcemir Durans com a Paz do Senhor, ao som de um louvor entoado por outra Levita. E logo após o louvor, está aberta a oportunidade para o presbítero dar suas palavras de agradecimento.

Levita: Louvor.

Presbítero: Agradecimentos!

Narração: O Reverendíssimo Bispo Dom Elias Batista Nogueira efetuará a oração final e a bênção apostólica. Amém.

Ordenante: Oração final e Bênção apostólica.


Obs.: Em algumas Igrejas usa-se depois da Ordenação celebrar a Ceia do Senhor em sinal de comunhão – fica aqui também uma opção.


 

©2009 CEFIP | Template Blue by TNB